Nesse caso, essas pessoas seguirão o mesmo procedimento da etapa de pareamentos e indicação. Porém, é importante ter claro que elas deverão se desvincular das atuais funções para assumir a futura posição, caso recebam a aprovação do governo. Caso elas tenham a função de servidor público, é importante ressaltar que em regra, salvo casos de exceção, os nossos governos parceiros não aceitam trabalhar com procedimentos de cessão. Por isso, é de total responsabilidade das candidatas e dos candidatos negociar essa possibilidade com os governos dos quais receberem indicação, e se o governo sinalizar ser possível, arcar com as responsabilidades burocráticas do pedido de dispensa, etc.